Menu

Prevenções

Desvio de coluna

Na postura padrão, a coluna é composta por quatro curvaturas que se distribuem de forma ideal para sustentar o peso, permitir a locomoção e o bom funcionamento dos órgãos respiratórios, equilibrar a cabeça

e proteger a medula espinal. O desvio de coluna é uma alteração que ocorre no alinhamento da coluna vertebral e, dessa forma, provoca um esforço e uma sobrecarga sobre as articulações, o que altera a eficiência das funções. É importante sempre reparar as dores na coluna para que se procure o médico assim que notar alguma problema.

Hipertensão

A hipertensão é uma doença crônica que pode e deve ser controlada. Porém, quando não controlada, a pessoa corre o grande risco de desenvolver ataque cardíaco, sofrer insuficiência cardíaca e ainda a possibilidade de um derrame cerebral. Por isso: marque consultas periódicas, evite fumar, evite o uso excessivo de sal, diminua o consumo de bebidas alcoólicas e exercite-se regularmente.

Anemia

Em casos de anemia por carência de globos vermelhos é importante ficar de olho na vitamina B12, no ferro e no ácido fólico. Para prevenir a carência desses componentes no organismo, é bom ingerir alimentos e bebidas com vitamina C, que ajuda na absorção do ferro e evitar a cafeína porque ela diminui a absorção do ferro. Ingerir alimentos com a vitamina B12 ajuda os globos vermelhos, evitando que eles gerem a anemia, essa vitamina se encontra em ovos, laticínios e carnes ou em suplementos de vitaminas.

Exercício físico

Exercício físico melhora e protege a função cerebral. Equipe multidisciplinar sugerem que você pode reduzir o risco de demências simplesmente por exercitar com mais frequência.

A atividade física mantém o sangue fluindo e aumenta o consumo de oxigênio, o que ajuda em uma melhor função cerebral. Outro benefício importante é um risco reduzido de ataque cardíaco, derrame e diabetes.

Catapora

A catapora é uma doença transmitida pelo ar e é altamente contagiosa antes mesmo de aparecerem as erupções, o que torna sua prevenção difícil. No entanto, a vacina tetra viral e a vacina contra varicela fazem parte da rotina de imunização.

As recomendações para prevenir e cuidar da doença são:

  • Vacine seu filho/a contra a catapora no primeiro ano de vida. Embora geralmente seja uma doença benigna, os sintomas são muito desagradáveis;
  • Procure evitar contato direto com pessoas doentes;
  • Não deixe a criança coçar as lesões para evitar infecções por bactérias. Não é tarefa fácil, porque a coceira é intensa;
  • Não arranque as crostas que se formam quando as vesículas (bolhas) regridem;
  • Mantenha o paciente em repouso enquanto tiver febre;
  • Ofereça-lhe alimentos leves e muito líquido.

Depressão

VOCÊ SABIA? Que a depressão pode aumentar o risco de AVC e de problemas no coração? Esse risco é ainda maior em mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais, fumam, são sedentárias e estão acima do peso. Estar deprimido é estar triste sim, mas constantemente, sem ânimo para fazer nada. O paciente de depressão tem um desgaste de todo o seu organismo e apresenta inflamações decorrentes do aumento do nível de cortisol, hormônio do estresse. São essas inflamações que podem levar os vasos sanguíneos a sofrer lesões e a formarem placas que podem contribuir para um infarto ou um AVC. Por este motivo é importante estar atento e tratar a depressão como um dos fatores de risco.

Higienização das mãos

VOCÊ SABIA? A mão é a área mais exposta do corpo humano e o maior reservatório de microrganismos, potencializando a transmissão de vírus e bactérias entre os indivíduos.

Como os vírus possuem uma capacidade de mutação muito grande, é comum a ocorrência de surtos e pandemias sazonais, que se propagam facilmente pela falta de cuidados com a higienização, especialmente das mãos. Por isso, mão limpa é sinônimo de saúde.

A maneira mais conhecida de higienização das mãos é sua lavagem com água e sabão, observando tempo e procedimentos corretos para a sua total antissepsia. Mas como nem sempre temos água e sabão disponíveis fora de nossas casas, como em bancos, supermercados, transportes públicos e diversas ocasiões, o álcool gel antisséptico passou a ser uma opção prática para suprir a necessidade de limpeza das mãos.

Cinto de segurança

A importância do uso do cinto de segurança no banco traseiro.

O uso correto do cinto de segurança (tanto no banco da frente quanto no banco traseiro) é um dos fatores que contribuem, significativamente, para o aumento da probabilidade da preservação da vida em caso de acidentes e também com a redução de lesões físicas nos ocupantes do veículo. Apesar da exigência prevista no Código de Trânsito Brasileiro, uma parcela elevada da população desobedece à norma.

O cinto de segurança reduz o risco de mortes e lesões graves em acidentes porque impede a colisão contra o volante, painel, o choque entre os passageiros, como também que a pessoa seja arremessada para fora do veículo, no caso de capotamento. O uso do equipamento pode reduzir em até 75% o risco de morte, segundo a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, por isso sua importância.

Lembre-se, é obrigação do motorista solicitar que todos os ocupantes do veículo coloquem seus respectivos cintos.

Intolerância a lactose

VOCÊ SABIA – Existe diferença entre intolerância a lactose e a alergia ao leite. Essas duas patologias, são frequentemente confundidas pelo fato de ter um alimento causador em comum: o leite, mas são bem diferentes entre si e ambas necessitam de acompanhamento médico e nutricional.

A pessoa alérgica tem problemas com a proteína do leite. Já a intolerante tem problema com o açúcar do leite. Os sintomas da intolerância e da alergia também são diferentes.

O alérgico tem inchaço que pode ocorrer nos lábios, pálpebras, língua, pulmão e glote; sintomas respiratórios como espirro e falta de ar; sintomas gastrointestinais como distensão abdominal, gases, diarreia; placas avermelhadas pelo corpo, coceira e choque anafilático.

Já no intolerante, os sintomas normalmente se restringem ao trato gastrointestinal: dores abdominais, gases e diarreia. Se ocorrerem sintomas como os descritos acima é importante procurar ajuda e diagnosticar rapidamente para que se inicie o tratamento correto, pois na intolerância é necessário excluir ou ingerir baixa quantidade de alimentos que contenham lactose (depende o grau de intolerância), já na alergia ao leite de vaca é excluída a ingestão de qualquer proteína do leite ou alimentos que contenham frações desta para evitar o desencadeamento do processo alérgico.

Cuidados com crianças no carro

O Hospital de Urgências de Trindade (HUTRIN) faz um alerta sobre cuidados com bebês e crianças no carro. É importante ficar atento e prevenir a segurança deles colocando em cadeirinhas adequadas, utilizando cinto próprio para cada idade. Recomendações de segurança para o transporte de crianças e bebês:

  1. Trave a abertura das portas traseiras. De preferência usa a que impede que ela seja aberta por dentro.
  2. Mantenha os vidros quase fechados, permitindo apenas a entrada de ar para ventilação
  3. Nunca transporte crianças no colo
  4. Não utilize o mesmo cinto de segurança para mais de uma criança
  5. Não utilize cinto de adulto.

Bronquite

Bronquite é uma inflamação dos brônquios, canais que conduzem o ar inalado até os alvéolos pulmonares. É importante tomar medidas preventivas para reduzir o risco de desenvolver bronquite, especialmente quando os casos de bronquite são frequentes durante o ano. Os conselhos úteis para reduzir o risco de bronquite e para proteger os pulmões são:

  • Limite de exposição aos vírus que causam bronquites. Evitar, sempre que possível, entrar em contato com pessoas resfriadas ou com gripe.
  • Quando possível, vacine-se contra a gripe no outono ou inverno.
  • Numerosos casos de bronquite são provocados pelo vírus influenza.
  • Lave as mãos com frequência e utilize desinfetantes.
  • Não fumar e evitar a exposição ao fumo passivo, afim de reduzir o risco de contrair, sobretudo, uma bronquite crônica ou enfisema pulmonar.
  • Use um umidificador no cômodo em que você estiver. O ar muito seco (mas também muito úmido!) pode causar problemas respiratórios, incluindo a bronquite.

Hanseníase

A hanseníase, também conhecida como lepra, é uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Mycobacterium leprae.

Sua transmissão se dá através de contato íntimo e contínuo com o doente não tratado. Apesar de ser uma doença da pele, é transmitida através de gotículas que saem do nariz, ou através da saliva do paciente. Não há transmissão pelo contato com a pele. Ela afeta primordialmente a pele, mas pode afetar também os olhos, os nervos periféricos e, eventualmente, outros órgãos.

Ao penetrar no organismo, a bactéria inicia uma luta com o sistema imunológico do paciente. O período de incubação é prolongado e pode variar de seis meses a seis anos.

O Tratamento é gratuito e fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Antibióticos são usados para tratar as infecções, mas o tratamento completo é em longo prazo, de no mínimo 6 meses.

A melhor forma de prevenir a doença é mantendo o sistema imunológico eficiente. Ter boa alimentação, praticar atividade física, manter condições aceitáveis de higiene também ajudam a manter a doença longe, pois, caso haja contato com a bactéria, logo o organismo irá combatê-la

Enxaqueca

VOCÊ SABIA? – A enxaqueca é uma doença crônica caracterizada por crises de dor de cabeça autolimitadas devido a uma disfunção transitória do cérebro. Os sintomas da enxaqueca são de dor de cabeça geralmente do tipo pulsátil, latejante; tipicamente em um lado da cabeça, acompanhada de náusea, às vezes vômitos, e sensibilidade à luz, sons e inchaço na pálpebra e rosto podem acontecer durante a crise.

O tratamento da enxaqueca leva em consideração as características da dor e a frequência das crises. O objetivo é suprimir os sintomas e evitar a incidência de novos eventos.

Nos episódios agudos, os analgésicos comuns, eventualmente associados a outras drogas, podem representar uma solução eficaz contra a dor, especialmente se tomados assim que surgirem os primeiros sintomas.

CUIDADO: o uso repetido desses remédios, podem resultar num efeito rebote cujo resultado é o agravamento dos sintomas.

DICAS:

  • Não pule refeições. Jejum prolongado é um dos principais fatores desencadeantes das crises;
  • Pratique exercícios físicos regularmente;
  • Estabeleça horários para deitar-se e levantar-se e procure respeitá-los.

Asma

VOCÊ SABIA? Somente no Brasil, a asma atinge cerca de 10% da população, número esse bastante elevado em comparação a outras doenças.

A asma é uma doença inflamatória crônica, ou seja, uma inflamação que sempre volta a acontecer. Ela acomete as vias aéreas do corpo humano e provoca falta de ar e tosse. A grande diferença entre uma pessoa com asma e outra não asmática é a maior sensibilidade dos pulmões do asmático.

Os pulmões com asma funcionam como se seus brônquios fossem mais sensíveis e inflamados do que os saudáveis.

Isso faz com que pequenas quantidades de fatores irritantes aos pulmões (como pequenos focos de fumaça), que em num órgão normal não gerariam reações, atuem nos pulmões de asmáticos como se essa irritação fosse maximizada, provocando o fechamento dos brônquios.

São sintomas das pessoas que sofrem de asma:

  • ter padrão de respiração anormal
  • respiração para temporariamente
  • dor no peito
  • aperto no tórax
  • tosse com ou sem secreção
  • repuxar a pele entre as costelas durante a respiração
  • deficiência respiratória que piora com exercício ou atividade e respiração ofegante, que pode ser pior à noite ou no início da manhã e agrava quando se inspira ar frio, com exercício e com azia.

Queimaduras

Em caso de acidente envolvendo queimaduras, o primeiro cuidado é extinguir a fonte de calor, ou seja, impedir que permaneça o contato do corpo com o fogo, líquidos e superfícies aquecidas, entre outras causas do acidente. Em seguida, procure lavar o local atingido com água corrente em temperatura ambiente, de preferência por tempo suficiente até que a área queimada seja resfriada.

As queimaduras são classificadas em:

Queimadura de 1º grau – atinge somente a epiderme (camada mais superficial da pele). Caracteriza-se por dor e vermelhidão no local queimado.

Queimadura de 2º grau – atinge a epiderme e a derme (camada localizada abaixo da epiderme). Caracteriza-se por dor, vermelhidão e formação de bolhas.

Queimadura de 3º grau – atinge todas as camadas da pele, inclusive o tecido gorduroso e os nervos, podendo alcançar inclusive os ossos. Caracteriza-se por pouca dor, já que destrói as terminações nervosas de sensibilidade. A pele fica seca, dura, enrugada, escurecida ou esbranquiçada.

ATENÇÃO!

Em hipótese alguma nos casos de queimaduras deve-se:

Retirar qualquer pedaço de roupa ou tecido que porventura ficarem agarrados à pele da vítima;

Estourar as bolhas que se formaram, nem retirar a pele das que já estouraram;

Aplicar gelo sobre as queimaduras, pois ele também causa queimaduras;
Aplicar receitas caseiras como: manteiga, creme dental, entre outros.